Muitas novidades importantes do PowerBI neste dezembro

Este fim-de-ano que prometia ser mais descansado não o vai ser, pelo menos para a malta de analytics que trabalhe com PowerBI.

Não foi uma nova release qualquer. Já “a” esperavamos há algum tempo, pelo menos desde que vi a primeira demo no MyBusiness Applications Summit há uns valentes meses.

Deixo aqui um pequeno resumo do que, em minha opinião, foi mais relevante, com links para informação adicional para quem é como eu e gosta de ir ao fundo da questão.


Direct Query para PowerBI Datasets e Azure Analysis Services

Podemos agora ter uma live connection a um AAS ou mesmo a um PowerBI Dataset e mesmo assim ligar mais outra source, o que não era possível até agora.

O que o PowerBI faz é mudar o “Live Connection” para “Direct Query” e depois já se pode ligar a outras fontes de dados.

Para quem fica confuso entre “Direct Query” e “Live Connection”, o DQ usa o Analysis Services do PowerBI para “fazer as contas” com os dados a serem carregados directamente da fonte enquanto LC usa o analysis services da fonte para fazer as contas.

Podemos assim ligar a um AAS e mesmo assim importar dados de um Excel, o que permite que se criem mais facilmente pedidos de clientes quando, por exemplo, querem ligar “aquele Excel” com os objectivos para o período ao modelo de AS que nós criámos. Vai dar mesmo MUITO jeito.

Há a promessa de ter esta funcionalidade para SSAS na próxima major release do SQL Server.

Mais info em https://powerbi.microsoft.com/en-us/blog/directquery-for-power-bi-datasets-and-azure-analysis-services-preview/. Contém um vídeo do canal Guy In a Cube com uma PM na equipa do PowerBI, Tessa Hurr. (12m48s)


Small Multiples

Uma “pequena coisa” que dá muito jeito! Criar gráficos “iguais” por categorias.

Ainda um pouco limitado, mas é um bom começo. Existem visuais na AppSource que fazem isto mas é sempre bom quando é um gráfico “oficial”.

Imaginamos que temos uma métrica vendas e temos um gráfico por produto. E se queremos um gráfico destes por país? Até agora tínhamos de criar isto à mão, com todos os problemas que isto acarretava (o layout ficava fixo, um certo país aparecia com tudo a blank se não tivesse dados, tínhamos de formatar os gráficos um por um… )

Mais info em https://powerbi.microsoft.com/en-us/blog/announcing-small-multiples-public-preview/


Automatic Page Refresh para modelos em Analysis Services passa a General Availability, em AAS e SSAS.

Antes não era possível de fazer em Live Connection, apenas em Direct Query.

Mínimo de 30 minutos de intervalo para Analysis Services e PUSH datasets, e ainda não dá para change detection… mas já vai resolver uma parte dos problemas.

Mais info em  https://docs.microsoft.com/en-us/power-bi/create-reports/desktop-automatic-page-refresh


Muitas novidades no Power Query e Dataflows

Já se pode ligar a SAP HANA e SAP BW, Snowflake, Impala e FHIR (importante para clientes na área da Saúde) e, a pedido de muitas famílias, ficheiros Parquet!

Já há “enhanced compute engine” em GA. Apenas para workspaces Premium, permite que o resultado das nossas queries persistam em csv com metadados em json (o que não parece importante, mas é) e também que esse resultado seja carregado numa tabela em SQL Database (tudinho tratado pelo Service). O “sonho” que “oferecem” é que estas transformações podem ficar até 20x mais rápidas.

Há muitos avanços no Diagram View e existe agora um Schema View para quando não queremos esperar pelo carregamento dos dados e verificar apenas metadados.

Importante também a nova capacidade de chegarmos ao nosso código M dentro do PowerBI Desktop e copiá-lo para dentro de um Dataflow e… ele funcionar!

Isto em muito mais info em https://powerbi.microsoft.com/en-us/blog/whats-new-in-power-query-dataflows-november-2020/


Conectores

Ligação ao “Dataverse”, antigo Common Data Service. Traduzindo, para ligar aos dados em Dynamics e PowerApps.

Mais info em https://docs.microsoft.com/en-us/powerapps/maker/common-data-service/view-entity-data-power-bi


Novidades no PowerBI Service

Incluído o PowerBI na busca empresarial (Bing ou Office).

Podemos criar uma mensagem que é apresentada sempre que se publica no serviço (por exemplo, com referências aos cuidados com permissões e visibilidade para outros utilizadores, etc)


Para quem gosta de tudo um pouco mais escuro

Para terminar, tentando respeitar os que andam sempre em “Dark Mode” (como eu), já existe para a versão Android. Não se esqueçam, é para o interface da aplicação, os reports mantém-se da cor com que foram feitos…

Para quem não sabe, no interface do meu blog também podem mudar para dark mode, é aquele pequeno botão do lado esquerdo do meu nome no topo da página… experimentem!


Isto e muito mais está bem explicadinho na entrada “oficial” no blog do PowerBI.

Power BI December 2020 Feature Summary | Microsoft Power BI Blog | Microsoft Power BI

Share

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *